Cimitarra, heavy metal old school que une gerações

A Cimitarra estará na abertura do show da Taurus e Piledriver no domingo, dia 5 de novembro na Fanzine.

A banda é formada por ex-integrantes da Lúgebre, fundada há 31 anos atrás e por músicos da safra contemporânea da ilha.

Batemos um papo com Gesner, baixista da Cimitarra, que nos contou um pouco dessa história e o momento atual de mais uma grande banda de São Luis. A banda tem também Ítalo nos vocais, Ivan e Jacob nas guitarras e Marcelo na bateria.

Quer saber mais sobre o show de domingo? Então clique aqui.

 

Confira a entrevista completa:

Fanzine:  A Cimitarra é uma banda relativamente nova, porém formada por integrantes que tem história na cena local. Você poderia nos contar em rápidas linhas um pouco da história desses integrantes mais antigos e suas passagens por outras bandas?

Gesner: Começamos por volta de julho de 1986, quando eu, meu irmão Marcelo e Artur formamos a Lúgubre.  Durante esse tempo com a banda destaco as apresentações de julho de 1987 (com o Megahertz e Vênus, ambas do PI, no antigo Casino Maranhense), e de maio de 1988, no I Bestial Festival, realizado no Teatro Artur Azevedo, ao lado do Ácido, Nirvana e Êxtase. Saí da banda por volta do final de 1988, mas Artur e Marcelo continuaram com a Lúgubre até 1989 ou 1990, quando a dissolveram e formaram a Tornado, outra das pioneiras da geração de 1990 aqui da ilha, tocando uma mescla de Heavy/Power Metal.

 

Fanzine: Recentemente a banda lançou um lyric vídeo muito bem produzido. Como tem sido a repercussão desse material e quais os planos de lançamento de um material em formato físico?

Gesner: Exato. Foi uma animação feita pra música “Sangue Derramado” (ideia original concebida pelo antigo guitarrista Artur). E a execução do projeto foi realizada pelo desenhista Jader Sds e o André Nadler. Particularmente gostei muito do resultado, visto que teve uma repercussão bastante positiva, muito embora a ideia inicial era lançarmos um vídeo convencional mesmo. Mas esse clip será lançado pra outra música do EP tão logo este chegue às nossas mãos, o qual, segundo o produtor, já está a caminho pela transportadora. Esse EP contém 05 músicas e é uma pena que não tenha chegado a tempo pra esse show do próximo dia 05/11. Mas tão logo chegue, vamos começar a pensar num evento pro seu lançamento.

 

Fanzine: Qual a importância em participar de um evento com ícones do metal com mais de 30 anos de história? Em particular, a Taurus  que parece ser uma das referencias da Cimitarra, visto que já executaram cover da banda em alguns shows?

Gesner: Foi com uma grande satisfação que a Cimitarra recebeu esse convite do Natanael. Realmente a banda bebe da mesma fonte dessa geração espetacular dos anos 80 e, como você bem frisou, o Taurus sempre ocupou um lugar especial dentre nossas influências, merecendo uma homenagem, prestada através da execução da música “Massacre”, que faz parte de uma das maiores pérolas da discografia do Metal nacional, o grande SIGNO DE TAURUS. Mas, pra esse show, em respeito aos Mestres, vamos substituí-la por outro cover, também de outra lenda do metal brazuca.

 

Fanzine:  Agradecemos sua atenção e deixamos o espaço para seu recado para o público que irá prestigiar o show neste domingo.

Primeiramente, agradeço o espaço disponibilizado aqui por vocês da Fanzine, não só por essa entrevista, mas por todo o apoio e divulgação ao Rock/ Metal que ela vem dando, proporcionando eventos de excelente qualidade e acesso a grandes shows nacionais e internacionais pra galera. Destaco aqui a iniciativa do Manifesto São Luís Rock, em comemoração ao dia mundial do Rock, principalmente pela oportunidade e visibilidade às bandas locais.  No mais, fica o convite: pessoal, colem lá na Fanzine dia 05/11. Vocês, que gostam de um Metal porrada e leal às origens, terão a oportunidade de vivenciarem um momento histórico com duas fantásticas bandas dos anos 80, além dos conterrâneos da Cimitarra, que vai honrar o nome do MA em meio a esse grande evento.

 

Assista ao clipe da música Sangue Derramado.

Nossos parceiros